Under Control se prepara para competição internacional de robótica

As férias escolares foram de muito trabalho e dedicação para os 25 integrantes da equipe de robótica do Colégio Marista Pio XII, a Under Control. Foram seis semanas de envolvimento e trabalho em equipe para construir o robô que irá participar da First Robotics Competition (FRC), a maior competição de robótica educacional para Ensino Médio do mundo. Com o robô finalizado, os jovens se preparam para embarcar para os Estados Unidos e participar das etapas regionais de New York Tech Valley, que ocorre de 14 a 17/3, e do Iowa, de 21 a 24/3.

Neste ano, o desafio da competição é a Power Up, baseada em jogos de videogame arcade. A equipe construiu um robô que precisa empilhar a maior quantidade de cubos nas balanças distribuídas na pista. Para conquistar pontos, o time precisa que o seu lado da balança esteja mais pesado que os adversários. Para alcançar os objetivos, foram utilizados mecanismos de elevador, para subir os cubos, e de garra, para puxar o material.

“Esta é a 16ª vez que iremos participar da FRC e esse ano contamos com muitos membros novos na equipe. Os estudantes puderam conhecer um novo mundo de habilidades, que haviam provado nas aulas de robótica. Acreditamos que essa experiência tenha um grande impacto na vida desses estudantes, onde além de aprenderem uma série de habilidades técnicas, aprendem também a trabalhar em equipe por um objetivo comum”, destaca o mentor da equipe, Filipe Ghesla.

Trajetória na First

Esta será a 16ª vez que o time do Marista Pio XII participa da First Robotics Competition. Em 2017, além de vencer a etapa regional, a equipe conquistou o prêmio técnico de Qualidade do Robô e Empreendedorismo e, em 2015, ganhou o troféu Chairman’s Award, prêmio de maior prestigio da competição e que reconhece a equipe modelo para todas as outras. A Under Control também tem uma trajetória na etapa mundial, com participações nos quatro últimos anos consecutivos, chegando até as quartas de final em 2015, melhor posição que uma equipe brasileira avançou na última década.

“Temos ótimas expectativas para as etapas regionais nos Estados Unidos, vamos em busca da 5ª classificação consecutiva para o Mundial, feito que pra nós seria histórico”, ressalta Ghesla.

Foto: Divulgação/Bruno Toso | Fonte: Assessoria

Related Post