Todos contra poliomielite e o sarampo

Para este ano, a meta do Rio Grande do Sul é imunizar 554 mil crianças contra a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil ou pólio, e o sarampo. Para esse público-alvo ser alcançado instituições de saúde do Estado e do Brasil contam com parceiros como os Rotary Clubes de Novo Hamburgo. “O que nos preocupa é o relaxamento na vacinação por parte das famílias devido a erradicação da poliomielite no País”, destaca o governador distrital do Rotary Internacional-D4670, Ilo Vile Coutinho.
As erradicações as quais Coutinho se refere é sobre a poliomielite, que o último caso registrado no Estado foi em 1983 e em questão de abrangência nacional, o sarampo havia tido sua última aparição registrada em 2015. Contudo, este ano, o sarampo teve novos casos na região Norte do país.

Rotary Clubes e suas ações

O governador Coutinho, do Distrito D670 do Rotary Club, destacou em visita a revista Expansão, que o clube está empenhado em auxiliar na divulgação da campanha de vacinação das secretarias municipais de saúde das cidades nas quais está presente. A campanha de vacinação tem duração até 31 de agosto para crianças de 1 a 5 anos.
Em caso de dúvidas ou até mesmo para realizar a vacinação, o cidadão deve comparecer com carteira de vacinação a uma unidade de atendimento de saúde. A faixa etária atendida é de 12 meses a 49 anos. Vale ressaltar que a vacina contra sarampo é tríplice viral, pois age contra rubéola e caxumba.

Foto: Divulgação

Related Post