Sustentabilidade e ousadia no espaço XMaison da Mostra Elite Design

Baixo custo para se morar bem, tendências de urbanismo das grandes metrópoles e a redução dos impactos ambientais foram os pontos de partida para a execução do projeto XMaison, um dos destaques da primeira mostra Elite Design, que acontece até dia 30 de novembro, em Porto Alegre.

O espaço é assinado por Carlos Lemos Arquitetura e Urbanismo, e vai ganhar uma inauguração exclusiva nesta quarta-feira, 25. O projeto será apresentado ao mercado através de uma residência de 200m² construída em containers integrados, fora do volume do Clube Regatas de Guaíba, local onde acontece a mostra.

A XMaison by Carlos Lemos procura reunir o conforto e ousadia de quem se preocupa com o bem-estar e o amanhã. Nesses ambientes, também são trabalhados os conceitos de racionalização e redução de custos. A captação do sol para fornecimento de energia, iluminação com sistema LED e a possível redução na conta de luz, bem como o reaproveitamento de materiais são alguns dos destaques propostos. “Morar bem, sem agredir o meio ambiente e o bolso! Isso sim, é o verdadeiro luxo. O espaço será oportuno para lançamentos que mantêm o desejo e comprometimento do projeto na busca de materiais renováveis”, adianta Lemos.

Em sua totalidade, a estrutura apresenta espaços de hall de entrada, lavabo, estar, home theater, jantar, cozinha, lavanderia, churrasqueira, terraço com spa, adega, dormitório com sacada e estar coberto, closet e sala de banho com espaço fitness. “Serão ambientes desenvolvidos que garantem, não apenas a diversidade das soluções técnicas apresentadas, mas a elegância e sofisticação que o nosso público merece e deseja”, avalia Lemos.

Visível a partir dos jardins do evento, a área da XMaison descortina as diferentes nuances do rio, desfrutando das belezas da orla, do pôr do sol e das demais características visuais existentes, inclusive para quem a vê sobre outros ângulos, como um sobrevoo. O uso dos recursos e a praticidade da automação estão disponibilizados no interior da casa, que conta, ainda, com tapetes orientais em material reciclado feito com saris ou em fibra sintética para áreas externas, colchões feitos com fibra natural reciclada, adegas climatizadas para ambientes em subsolo, lareiras ecológicas, mesas em toras de madeira reciclada e móveis fixos e soltos executados com as mais modernas técnicas de produção e maquinário.

Fotos: Eduardo Liotti/Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post