Serviços da Comusa passam a ter regulação do Consórcio Pró-Sinos

A partir deste mês de abril o Consórcio Pró-Sinos começa a atuar em Novo Hamburgo regulando as atividades da autarquia e dando ainda mais transparência às ações da Comusa. Prevista em lei, a regulação busca garantir a excelência na prestação dos serviços, dando segurança tanto aos usuários quanto à concessionária.

O ente regulador é o responsável por mediar as relações entre o poder público municipal, os usuários e a Comusa. O objetivo é estabelecer normas e padrões para a prestação dos serviços e a satisfação dos usuários, fiscalizar as ações da autarquia e definir reajustes tarifários que garantam a eficácia e a eficiência na prestação dos serviços, além de garantir o que as metas previstas no Plano Municipal de Saneamento sejam atingidas. “A regulação é uma exigência legal que dá segurança para que a autarquia possa atuar”, explica o diretor-geral da Comusa, Marcio Lüders.

Com a regulação, os usuários ganham mais um canal de contato para a resolução de problemas. O Consórcio Pró-Sinos dispõe de uma ouvidoria, que também receberá demandas da comunidade. A ouvidoria do Consórcio atende pelo número 3592-8007, nos ramais 206 e 207.  “É mais um órgão disponível para atender os moradores de Novo Hamburgo. Um ente fiscalizador, que também trabalhará para a melhora constante dos trabalhos da Comusa”, ressalta Lüders.

Para prestar esses serviços, o Consórcio Pró-Sinos receberá o equivalente a 0,4% do valor total da fatura dos usuários. Considerando o valor da fatura média da Comusa, de R$ 60, o usuário pagará R$ 0,24. A cobrança será aplicada nas faturas emitidas a partir desta quinta-feira (26).

A ideia principal é priorizar que as metas do Plano de Saneamento sejam atingidas. Nesse contexto, Novo Hamburgo e a Comusa têm papel relevante para a região”, explica o presidente do Consórcio, Ademir Gomes Gonçalves, o Dirão.

Foto: divulgação | Fonte: Assessoria

 

 

0 Comments

Related Post