Selecionadas as instituições para o projeto do Hospital Moinhos de Vento

Das cinco UTIs pediátricas candidatas a receberem o Telemedicina em UTIP, duas foram escolhidas para integrar a iniciativa coordenada pelo Hospital Moinhos de Vento (Porto Alegre/RS). Os hospitais Regional Norte (Sobral/CE) e Geral de Palmas (Palmas/TO) farão parte do projeto desenvolvido com a Coordenação Nacional do Programa Telessaúde Brasil Redes, da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES).

O projeto Qualificação da Assistência em Terapia Intensiva Pediátrica por Telemedicina (TELEUTIP) busca aproximar a equipe multidisciplinar do Moinhos de Vento a outras unidades do Brasil. Desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), será realizado até dezembro de 2020.

“Esse projeto permite cumprir nossa missão em cuidar de vidas no território nacional. Além disso, poderemos seguir nossas diretrizes de educação, assistência, pesquisa, protagonismo e inovação, sempre com o cuidado centrado no paciente”, ressalta o gerente de Responsabilidade Social do Hospital Moinhos de Vento, Luis Eduardo Ramos Mariath.

Cuidado ao paciente crítico

A seleção das instituições ocorreu a partir de um sistema de pontuação com critérios definidos e que contemplavam diferentes domínios de algumas áreas (médica, assistencial, pesquisa, infraestrutura de Tecnologia da Informação, gestão e motivação). Durante todo o mês de junho, a equipe do Hospital Moinhos de Vento também realizou visitas técnicas nas unidades de Maceió/AL, Fortaleza/CE e Salvador/BA.

“A intenção é aproximar médicos intensivistas pediátricos e as equipes multidisciplinares para qualificar e sistematizar o cuidado ao paciente crítico. Também vamos promover a qualificação e a troca de experiências entre os hospitais”, ressalta o responsável técnico pelos projetos de Telemedicina do Hospital Moinhos de Vento, Felipe Cezar Cabral.

No Hospital de Sobral foi constatado um excelente nível de gestão de indicadores e utilização de protocolos clínicos. Já em Palmas, a equipe demonstrou-se ávida por conhecimento, além de contar com uma estrutura física adequada. “Mesmo em meio a algumas dificuldades, todas as equipes se demonstraram excelentes, preocupadas com o desenvolvimento profissional e muito motivadas a participar”, conclui Cabral.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post