Projeto social da Feevale realiza oficinas para população em situação de rua

O projeto social Da Rua Para’Noia, da Universidade Feevale, desenvolverá na terça-feira, 2, oficinas de fanzine e lambe-lambe, para retratar a arte de rua. As atividades acontecerão no Centro Pop, local onde o projeto atua, das 11h às 14h. No dia 9 ocorrerá, no mesmo horário, o Sarau entra aí com atividades culturais. As oficinas são gratuitas e abertas à comunidade.

De acordo com a coordenadora do projeto, Carmem Giongo, o sarau foi criado com o intuito de aproximar a comunidade do Centro Pop, unindo atividades culturais de acadêmicos, e iniciativas de artistas locais das pessoas em situação de rua. “Queremos abrir as portas do Centro Pop e mostrar que temos muito em comum, seja pela arte, nos sonhos, no desejo de interagir e se relacionar”, conta.

A equipe que desenvolve as atividades relacionadas ao curso de Direito realizará uma oficina sobre as eleições na tarde desta sexta-feira, 5, voltada aos usuários do Centro Pop, com o objetivo de debater o assunto. Conforme explica o professor que ministrará a atividade, Renato Selayaram, a iniciativa da oficina surgiu pelos próprios participantes, os quais demonstraram interesse em conhecer o processo eleitoral. “Nosso objetivo é explicar como opera a Justiça Eleitoral, desde o alistamento para os cidadãos, o voto obrigatório, a exigência de registros para os partidos políticos e os requisitos para ser candidato”, explica.

O Da Rua Para’Noia atua em parceria com o Centro Pop, buscando garantir o direito à cidadania e os direitos civis, além de debater quesitos da invisibilidade sobre a população em situação de rua da cidade de Novo Hamburgo. Dividido em cinco áreas: Comunicação, Direito, Enfermagem, Pedagogia e Psicologia, o projeto alcançou, em apenas um semestre de atividades, a marca de 300 beneficiários.

Fotos: Reprodução | Fonte: Assessoria

Related Post