Presentes para bebês de 0 a 12 meses estão em alta na Capital

Aproximadamente 6% da população total de Porto Alegre possui entre 0 e 4 anos de idade, o que equivale a aproximadamente 80 mil pessoas. Um público que movimenta, sem sequer perceber, uma forte população consumidora ou, mais precisamente, cerca de 1/3 dos consumidores da Capital maiores de 18 anos. Dentre estes, 49% presenteia com frequência bebês de 0 a 12 meses e declaram terem tido um gasto de, em média, R$ 103,00 somente no último presente comprado. E a projeção é de que se cada consumidor comprasse pelo menos um produto para uma criança de até 12 meses durante 1 ano, o reflexo seria uma movimentação de cerca de R$ 50 milhões em Porto Alegre.

O resultado é o crescimento exponencial do mercado brasileiro de produtos infantis, como apresenta o estudo do Núcleo de Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre realizado com a proximidade com o Dia das Crianças. E a recomendação voltada ao varejo especializado é estar atento às exigências e preocupações dos consumidores. Na hora de comprar algo para um bebê conforto, qualidade e segurança são mais importantes do que preço. Além disso, características dos produtos relacionadas à saúde, bem-estar, segurança e desenvolvimento dos pequenos, especialmente que contribuam com o crescimento físico e cognitivo, lideram a preferência por parte dos clientes.

O estudo completo está publicado no site do Sindilojas Porto Alegre. O acesso é gratuito e disponível para o público em geral. Para conferir, basta acessar o link e preencher os dados solicitados.

Foto: Reprodução | Fonte: Assessoria

Related Post