Prefeitura lança aplicativo de informação geográfica

O geoprocessamento digital é uma realidade em Novo Hamburgo. Agora com livre acesso a todos os cidadãos por smartphones, computadores e tablets, o Sistema de Informação Geográfica de Novo Hamburgo (SIGNH) está no ar e oferece uma série de mapas e dados que contribuem com sua funcionalidade para o trabalho de profissionais como arquitetos, engenheiros civis, contabilistas e corretores de imóveis.

O desenvolvimento dessas novas tecnologias tem se mostrado um grande aliado da gestão municipal, como destaca a diretora de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura, Laís Corteletti. Ela se refere ao fato de que as soluções por APPs permitem potencializar a conectividade com o objetivo de tornar a administração pública mais eficiente.

O SIGNH conta com uma série de recursos e, inclusive, um manual de utilização no alto da tela que pode ser acessado a qualquer momento pelo usuário. Por meio dele é possível, por exemplo, imprimir documentos em casa ou no escritório que anteriormente somente poderiam ser retirados na Prefeitura”, afirma ela.

De acordo com a diretora, a implantação do sistema é resultado de um engajado trabalho de planejamento e execução dos profissionais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e da Secretaria Municipal de Administração (Semad), juntamente com o setor de Cadastro Digital (Cadig). O suporte técnico do sistema resulta do trabalho conjunto entre as diretorias de Sistemas de Informação e de Infraestrutura e Redes. “A proposta foi lincar Novo Hamburgo ao conceito de Cidade Inteligente, que terá seus desdobramentos em uma série de avanços ao longo do tempo”, observa Laís.

Para a coordenadora do Cadig, Maura Gelcich, a plataforma se mostra ainda mais empolgante porque permite o acesso a informações em tempo real por meio de dispositivos móveis. “O SIGNH fornece o regramento do Plano Diretor, com a localização das unidades de Saúde e dos estabelecimentos de Educação, entre outros pontos”, explica. “A ferramenta traz o que está registrado em nossa base de dados, sendo atualizada diariamente pela equipe técnica”.

Para ir ao encontro da geotecnologia, dispositivos hoje permitem acessar conteúdos registrados no ArcGIS Online, por meio do abastecimento de informações a cargo do próprio Cadig, o setor fisicamente localizado no terceiro andar do Centro Administrativo Leopoldo Petry. O mapa-base de Novo Hamburgo, com seus municípios vizinhos, é construído em camadas que, ao simples clique do mouse, trazem a informação na tela. Quando usado por projetistas, a ferramenta permite exportar dados no formato DWG, nativo do AutoCAD, e DXF, que é usado para transferir desenhos a outros programas, como CorelDRAW.

O SIGNH funciona como interface do Sistema de Informação Geográfica (SIG) ArcGIS, ofertando ainda aos usuários uma forma individualizada de consulta em painéis, pois é o mapeamento que se ajusta a quem faz a pesquisa. Lembrando ainda: o acrônimo em inglês do sistema SIG é Geographic Information System (GIS). O acesso ao SIGNH é realizado através do site.

Foto: divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post