O dinamismo comum dos jovens empreendedores

Por Leonardo Borniger | Stylist

O Rio Grande do Sul tem apresentado uma safra de novos nomes na moda, com jovens designers obtendo visibilidade e sucesso, ao dar seus primeiros passos nesse mercado competitivo e dinâmico.

Eles se assemelham na forma estrutural em que levam suas marcas, atuando no segmento artesanal focados no trabalho de baixa escala de produção, permeando a exclusividade. A relação com o público-alvo é muito próxima, o que garante seu desenvolvimento. Conheça os estilistas e o processo de produção por trás de algumas dessas criações artesanais.

E’dore

Foto: Ricardo Hegenbart/Divulgação | Modelo: Alicia Weiland (Joy Model)
Eduarda Cadore | Foto: Divulgação

Eduarda Cadore começou a fazer joias depois de uma longa busca por peças que ela mesma gostaria de usar. Suas criações representam formas simples, porém, cuidadosamente pensadas.

O respeito e curiosidade com os materiais a levou a estudar o processo de como recuperar metais e vidros, tendo desenvolvido uma coleção de joias utilizando somente material reciclado de resíduos, como prata, cobre e vidro. Esta coleção foi ganhadora do prêmio brasileiro Bornancini 2016, na categoria Design de Joias.

A E’dore faz joias em pequenas séries e encomendas personalizadas. Os materiais utilizados nas peças são prata 950, com banho de ouro amarelo 18k, e ouro 18k, a fim de garantir a qualidade e durabilidade das joias. “Sempre procurando valorizar o que é nosso, priorizamos utilizar gemas brasileiras, conhecidas mundialmente pela beleza e diversidade de cores”, afirma a proprietária.

Victor Kayser

Foto: Gustavo Scatena/Fotosite
Victor Kayser | Foto: Mari Lopes/Reprodução

Victor Kayser iniciou a marca homônima logo após sua formação em Moda, onde sua coleção de conclusão lhe rendeu o prêmio Brasil Fashion de Talento Revelação, apontado pelo júri formado por Alexandre Herchcovitch, Ronaldo Fraga, Lino Villaventura, Jackson Araújo e WGSN, tendo a top model Izabel Goulart (foto) exclusiva em seu desfile.

Diante do cenário econômico do mercado atual, decidiu apresentar a evolução de seu know how em coleções experimentais, seguindo em produção artesanal das peças apresentadas sob medida, bem como em projetos especiais de vestuário casual e evening wear.

Suas criações distinguem-se pelas linhas puras e orgânicas, pela precisão gráfica e materiais requintados. As sutilezas da forma e do ajuste trazem o caráter novo aos estilos clássicos, tendo por resultado peças elevadas e versáteis.

Pedro Toigo

Foto: Pedro Braga/Divulgação
Pedro Toigo | Foto: Divulgação

Pedro Toigo lançou sua marca em meados de 2015. Inciando com uma coleção cápsula de cinco pares, se surpreendeu em sua primeira saída de visita aos clientes, que recebeu várias encomendas, além de vender todo o seu estoque.

Os 5 mil sapatos já catalogados são todos produzidos artesanalmente e utilizam como material principal o couro de píton, mas o estilista trabalha também com couro de crocodilo, pirarucu e outros exóticos, combinados algumas vezes ao elastano, para aumentar o conforto. Todos as peças são produzidas “uma a uma em especial”, como gosta de dizer.

Atende em seu ateliê em Porto Alegre, mas expandirá sua marca com um novo ponto de venda em Curitiba.

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *