Nova Petrópolis recebe título de Cidade Educadora

Nova Petrópolis é, oficialmente, considerada uma Cidade Educadora. O mérito foi concedido no fim do mês de março, pela Delegação para a América Latina da Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE).

Com a confirmação da participação, Nova Petrópolis passa a integrar um grupo de 472 cidades em 37 países, entre elas Porto Alegre e São Paulo, além de Munique, na Alemanha; Lisboa, em Portugal, e Barcelona, na Espanha, que fazem parte do programa Cidades Educadoras, iniciativa que fomenta a realização de ações educativas de forma integrada.

Para a habilitação de Nova Petrópolis no programa Cidades Educadoras, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, investiu R$ 8 mil na contratação da empresa de Assessoria Educacional e Cultural Irineu Lasch, para desenvolver um relatório, seguindo o modelo indicado pela AICE, de diversas atividades desenvolvidas no Município.

A Administração Municipal e entidades de Nova Petrópolis enviaram informações que foram utilizadas na elaboração do relatório, criado com o intuito de demonstrar que Nova Petrópolis possui o perfil de Cidade Educadora. O compêndio de ações foi avaliado de forma positiva pela AICE, que conferiu o mérito de Cidade Educadora a Nova Petrópolis.

Após o Município receber o título de Cidade Educadora, o secretário de Educação, Cultura e Desporto de Nova Petrópolis, Ricardo Lawrenz, participou do VII Encontro Brasileiro de Cidades Educadoras, ocorrido na cidade de Vitória, no Espírito Santo, entre os dias 3 e 6 de abril.

A filosofia das Cidades Educadoras é muito rica e prega o trabalho em conjunto. Esse espírito se encaixa muito bem para nosso Município, uma vez que somos a Capital Nacional do Cooperativismo. O próximo passo é organizar uma comissão formada por membros da Administração Pública, entidades e sociedade civil para desenvolver políticas educativas de forma integrada”, destacou o secretário Lawrenz.

No evento, organizado pela Rebrace (Rede Brasileira de Cidades Educadoras), com o apoio do Ministério da Saúde e Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), foram reflexões sobre a importância da ampliação da consciência do impacto educacional das diferentes políticas e atuações Municipais no cotidiano das cidades.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post