Fundação Iberê Camargo amplia período de visitação às exposições

Prevista inicialmente para encerrar no dia 14 de outubro, a exposição Caixa Preta vai permanecer em cartaz até o final do mês, dia 28 de outubro. Com curadoria de Bernardo José de Souza, Eduardo Sterzi, Fernanda Brenner e Veronica Stigger, a coletiva apresenta obras de cerca de 40 artistas – entre fotógrafos, poetas, arquitetos, cineastas e artistas visuais – como Augusto de Campos, Júlio Plaza, Carlos Fajardo, Eliseu Visconti, Chelpa Ferro, Iberê Camargo, Manabu Mabe, Mauro Restiffe, Nuno Ramos, Oscar Niemeyer e Waltercio Caldas.

Já a exposição Iberê Camargo: formas em movimento teve seu período de exibição estendido até o início de 2019, devido à grande procura de escolas e grupos para visitas mediadas, o que provocou também a ampliação nos horários de atendimento pelo Programa Educativo em dias úteis. Além das opções de agendamento antes ofertadas, foram abertos novos horários para receber até 800 pessoas por semana. O serviço é gratuito e voltado para grupos com mais de 10 pessoas, recebendo escolas, grupos comunitários, organizações sociais, universidades e demais instituições. Os horários para visitação de grupos são: quarta e sexta-feira, às 9h30, 11h, 13h, 14h, 15h e 16h; e quinta-feira, às 9h30, 11h30, 13h e 15h. As visitas devem agendadas previamente (confira as informações no serviço abaixo).

Formas em Movimento reúne obras de Iberê Camargo que fazem parte do acervo da Fundação, trazendo um recorte panorâmico de sua produção por meio de eixos temáticos que acompanham sua trajetória, desde seus desenhos de criança até as obras mais expressionistas dos anos 1980 e 1990. Organizada pelo Acervo em conjunto com o Programa Educativo da Fundação, a mostra traz cerca de 80 obras – muitas delas expostas na Fundação pela primeira vez – que demonstram a versatilidade de Iberê e a potência de sua obra. Apoiada em um amplo projeto educativo – que estabelece uma concepção expandida de curadoria, alicerçada em uma dinâmica colaborativa e interativa – a exposição permite que o público dialogue com o espaço expositivo, que está transformado em ateliê. Uma intensa programação de atividades paralelas, como oficinas, seminários e cursos com diferentes linguagens e diferentes idades e propostas, vem sendo realizada.

Neste primeiro fim de semana de outubro, a Fundação Iberê Camargo traz, ainda, o Seminário de Formação em Mediação, que acontece nos dias 5, 6 e 7 de outubro (de sexta a domingo) com o objetivo de fomentar os debates que cercam as práticas de mediação, experiência e acesso à arte e cultura. As vagas estão esgotadas.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post