Feira de Calçados 40 Graus acontecerá em João Pessoa

A sexta edição da 40 Graus Feira de Calçados e Acessórios será realizada no Centro de Convenções de João Pessoa, nos dias 04, 05 e 06 de fevereiro de 2019, das 10h às 18h, somente para profissionais do setor, mais especialmente o varejo dos estados do Norte e Nordeste do país.  A feira teve suas cinco primeiras edições, no Centro de Eventos em Natal (RN), com estreia em 2013. Este movimento surgiu através da parceria entre a Merkator Feiras e Eventos, promotora da feira, e a CampinaCal, provocando várias mudanças para o fortalecimento do evento.

“O nosso objetivo é fazer uma feira forte, profissional e inovadora”, diz Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos. Ele aposta que esta união vai garantir a aproximação efetiva dos interesses de quem produz e de quem vende para este imenso mercado.  Para a edição do 2019, a feira vem toda nova: outro conceito, outro formato. Inclusive a data foi modificada e deve alinhar o período de produção das fábricas e antecipar os lançamentos para os lojistas. “Estes são fatores decisivos e fundamentais nesta mudança da feira”, sublinha Pletsch.

A 40 Graus – Feira de Calçados e Acessórios se transfere para o polo calçadista da Paraíba, que tem mais de 300 empresas de calçados e cerca de 25 mil funcionários deste segmento. “Será uma situação diferenciada, pois desejamos reunir industriais com foco nestas regiões do país. Mas estar num polo calçadista sempre é uma ótima referência e estamos trabalhando para levar expositores de todo o território nacional e do varejo especializado”, diz Pletsch.

Atualmente, as regiões Norte e Nordeste concentram uma população total de 60.642.415 milhões de habitantes, segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O Norte conta com 8,4% da população e o Nordeste, 27,8%. “Juntas, as duas regiões representam populações superiores à da maioria dos países da América Latina, por isso a importância de uma mobilização especial dos fabricantes para estar mais perto dos clientes e entender cada vez melhor a cultura regional”, diz Pletsch.

Foto: divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post