FCDL-RS espera que o país retome o crescimento com Bolsonaro na presidência

O Presidente da entidade representativa do varejo gaúcho, Vitor Augusto Koch, destaca aspectos importantes que o novo mandatário da Nação precisa implementar a partir de 2019. A eleição de Jair Bolsonaro (PSL) como o próximo presidente da República é vista como uma oportunidade para a retomada do desenvolvimento econômico e social do Brasil, caso as promessas de campanha sejam cumpridas. Na avaliação do presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, o novo mandatário da Nação terá, a partir de 2019, o desafiante trabalho de mudar vários aspectos que envolvem a identidade nacional.

Para Koch, antes mesmo da recuperação econômica, o presidente da República terá o fundamental papel de resgatar princípios éticos e morais para a essência da sociedade brasileira, de forma todos ficarem tranquilos no que se refere ao exercício de obrigações e direitos, sem complicações retóricas que acabam privilegiando pessoas de má fé, sejam elas bandidos da forma tradicional ou aquelas que buscam perverter as verdades e uniões na busca de benefícios próprios.

“No campo econômico, o Brasil todo já observou que as práticas intervencionistas, apologias ao imposto elevado, máquina pública inchada e excesso de burocracia para empreender, ou mesmo viver, não servem para um povo que deseja prosperar. O setor público deve ser enxugado para viabilizar o saneamento financeiro nacional, bem como melhores condições de gerar recursos privados para investimentos produtivos e consumo”, diz o presidente da FCDL-RS.

Segundo Koch, o governo federal terá inquestionável sucesso caso se concentre na resolução dos problemas da segurança pública, da saúde, da educação e da infraestrutura, apoie a inovação e implemente uma política de assistência social que resgate as pessoas para a dignidade de uma vida produtiva.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post