Equoterapia auxilia desenvolvimento de crianças em Novo Hamburgo

A rotina de 50 alunos de escolas municipais de Novo Hamburgo inclui, uma vez por semana, o contato direto com cavalos. A partir da iniciativa da Secretaria de Educação (SMED), crianças com deficiências participam de sessões de equoterapia, proposta que desenvolve aspectos afetivos, cognitivos, sensoriais, sociais e motores.

“Esta é uma ação que incluímos na Rede Municipal de Ensino em 2005 e que oferece às crianças uma série de possibilidades que contribuem para o desenvolvimento e à evolução destes alunos”, destaca a secretária de Educação, Maristela Guasselli, idealizadora da proposta.

A SMED também oferece às crianças o transporte até a hípica onde acontecem as sessões, sempre no horário contrário às aulas. Cada estudante recebe atendimento personalizado de acordo com suas necessidades, sempre acompanhado por psicólogo e fisioterapeuta. Montadas nos cavalos, as crianças também são estimuladas a realizar ações que incluem brincadeiras e jogos. O movimento do animal também contribui para o equilibro dos pequenos.

Para garantir que os cavalos sejam mansos, a hípica trata de oferecer manejos que diminuam o estresse. Dessa forma, eles são deixados, durante o dia, livres no campo. Enquanto esperam o trajeto a cavalo percorrido pelos filhos, os pais e as demais crianças realizam outras atividades e passatempos.

As crianças que participam da equoterapia são encaminhados a partir da avaliação realizada nas escolas e com as famílias. Para Adairto Martins a proposta está promovendo importantes melhorias na vida do filho Alexandre. “Antes de fazer equoterapia ele não caminhava. Agora, mesmo participando há pouco tempo, já vai caminhando comigo até a escola”, conta o pai emocionado.

Foto: Bruna Provenzano/Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post