Empresário gaúcho lança prêmio voltado à educação pública

Foi lançado no início da semana passada o Prêmio Fala, Professor! (2018), iniciativa que visa valorizar e incentivar os professores das escolas municipais do Rio Grande do Sul, premiando os melhores projetos. À frente da idealização do concurso está Otelio Drebes, fundador das Lojas Lebes, e a esposa Marilene Pires. Ambos apresentaram os propósitos da premiação em uma cerimônia de lançamento em São Jerônimo, cidade berço da rede Lebes e onde o empresário criou os filhos. No almoço de lançamento, estiveram presentes os professores da rede municipal, membros da Secretaria de Educação da cidade, a imprensa local e amigos.

A iniciativa do prêmio surgiu de um grande respeito que Otelio e Marilene têm pela profissão de educador. Ele, aos 83 anos, é um grande valorizador da aprendizagem contínua e se nomeia de o eterno aprendiz. “Se tem uma coisa que jamais esqueci foi dos meus professores, eu devo tudo a eles. A classe de professores está triste e desanimada, eu quis dar um incentivo, esse é o motivo do projeto, a valorização”, disse ele. Marilene, como ex-professora, conhece não só os obstáculos da profissão, mas também as alegrias. “Essa é uma oportunidade de mostrar o trabalho de vocês, de terem voz. Vocês são as estrelas deste projeto”, anunciou ela aos professores presentes no lançamento, que aplaudiram calorosamente em pé.

As propostas pedagógicas inscritas no concurso devem estimular a criatividade dos alunos, o espírito de cooperação e a civilidade, além de trazer benefícios à comunidade local. A premiação final contará com duas categorias: Anos Iniciais e Anos Finais do Ensino Fundamental. As duas escolas que albergarem os projetos vencedores receberão R$ 10 mil a ser usado na sua infraestrutura. Os professores responsáveis pelos dois projetos premiados receberão uma viagem de uma semana, com direito a acompanhante, em um luxuoso resort com tudo pago na Bahia, mais R$ 2 mil em dinheiro. A cerimônia de entrega dos prêmios será realizada no início de dezembro.

Prêmio Fala, Professor! (2018) faz parte dos projetos da nova atividade de Otelio Drebes como palestrante. Desde 2016, o empresário já palestrou em mais de 70 cidades do estado, a cerca de 23 mil pessoas, compartilhando sua exitosa trajetória profissional e valores de vida. As palestras têm cunho social, sendo o ingresso um alimento não perecível, posteriormente doado para as instituições carentes da cidade em que palestrou. Já foram arrecadados e doados mais de 20 mil quilos de mantimentos. Agora, agrega o concurso em suas apresentações.

Na primeira edição do prêmio poderão participar projetos realizados em 2017 e 2018 em escolas das cidades em que haverá palestra do empresário entre 28 de maio a 31 de outubro. As inscrições devem ser feitas pelo site do projeto, onde também consta o regulamento. Serão diversas premiações aos professores e alunos ao longo do processo de inscrição.

Almoço de Lançamento em São Jerônimo

São Jerônimo foi escolhida para o lançamento do prêmio por ser a cidade onde há 62 anos Otelio inaugurava um pequeno comércio, o embrião da Lebes, que depois tornou a ser uma rede de mais de 160 lojas. Também é a cidade onde nasceram e estudaram seus filhos. “Eu devo tudo a esta cidade”, comentou o empresário. A professora aposentada e atual secretária de Educação de São Jerônimo, Maria Nazaré Dornelles, prestigiou o evento e foi convidada a se pronunciar. “Falando como professora, é gratificante ver como isso vai valorizar nosso trabalho e nossos projetos”. Ela também passou mensagens estimulantes aos educadores presentes: “o mais importante é sairmos das quatro paredes da escola e mostrarmos para o estado e para o país o que estamos fazendo”.

Em um lugar de honra, também esteve presente uma das professoras mais marcantes que o empresário teve, a dona Pedrinha. A senhora de 96 anos foi convidada a subir ao palco para uma bonita homenagem, a plateia respondeu com emoção. Dona Pedrinha teve um papel importante na alfabetização da língua portuguesa do empresário. Ainda criança, criado em uma região de colonização alemã no interior de Estrela (RS), Otelio só sabia falar a língua germânica. Com a ajuda da professora Pedrinha, em menos de um ano aprendeu o necessário do idioma para poder acompanhar as crianças da sua idade.

Foto: divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post