Como a Serra Gaúcha entrou no mapa das startups

A receita: reunir startups, investidores com poder de compra, palestrantes de alto nível, oferta de conteúdo e um público formado por centenas de empreendedores de todo o país. Assim, a empresa Rossi & Zorzanello, sediada em Gramado e com uma tradição de 29 anos e cases bem-sucedidos em seu portfólio, como o Festuris – Feira Internacional de Turismo e Chocofest, concebeu a Gramado Summit. O evento foi colocado em prática esta semana e surpreendeu todo o ecossistema presente.

Assim nasceu a Gramado Summit, que ocorreu em Gramado, de 10 à 12 de agosto, na Serra Gaúcha. A seleção das 72 startups em exposição foi feita ao longo do ano pela curadoria do evento. Também participaram startups dos programas de aceleração do Sebrae Nacional e Universidade de Caxias do Sul.

Veja a opinião de empresários, empreendedores, investidores e palestrantes sobre a primeira edição do evento, sua proposta, efetividade e futuro promissor.

Guilherme Paulus (CVC e GJP): “A Summit foi um surpresa agradável, acompanhei desde o início as notícias do evento e a programação. Este mundo das startups e modernidade que está em pauta aqui é incrível. A tecnologia está em alta e o turismo precisa disso. É um avanço para Gramado e região a implantação deste evento aqui pela Rossi & Zorzanello, abrindo a possibilidade de novos investimentos em todas as áreas”.

João Cox (CEO & Founder na empresa Cox Investments & Advisory): “O evento é fantástico e inspirador. Fiquei muito satisfeito em ver tudo isso, uma turma jovem, com motivação e ideias fantásticas e tenho certeza que alguns dos projetos aqui apresentados vão dar certo e serão sucesso nacional e até no exterior”.

Vitor Peçanha (CEO Rock Content): “O evento está bem organizado e com bons parceiros, uma área de startups bem bacana e um equilíbrio legal. É a receita de um sucesso.”

Viviane Sedola (Co-fundadora e VP de Desenvolvimento e Negócios Kickante): “Iniciativas como esta são muito importantes. O movimento é bem relevante, fora do eixo padrão. Aqui não estão todos para acertar, estão para errar, aprender com os erros, e seguir com os estímulos recebidos.”

Theo Orosco (CEO da empresa Exact Sales): “Buscamos que o ecossistema seja positivo, por isso acho muito legal a criação deste evento em Gramado para interagir com outros ecossistemas do Brasil. O formato é bem diferente com destaque para apresentação de startups e isso faz a diferença.”

Bruno Ely (CEO fundador da startup Zaply): “Ficamos surpresos com o networking que ocorre durante o evento. Para nós conhecermos os investidores e ouvir eles dando suas opiniões sobre os projetos é fundamental. Várias pessoas estão nos procurando para saber mais sobre o projeto. São duas coisas valiosas que conseguimos aqui: se relacionar com várias empresas e negócios que podem contribuir para parcerias e as primeiras abordagens de investidores em um momento muito raro de atenção que não havíamos recebidos até hoje.”

A segunda edição já está garantida pela direção da Rossi & Zorzanello, e a data deve ser anunciada em breve.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *