Caixa disponibiliza R$ 8,5 bilhões para o ano safra 2018/2019

A Caixa Federal vai disponibilizar R$ 8,5 bilhões para o ano safra 2018/2019, que começa em 1º de julho de 2018. Neste ano, a piscicultura foi incluída no custeio de integração.

Produtores podem apresentar propostas nas agências do banco, a partir de 18 de junho, para as linhas de custeio, industrialização, comercialização e investimento, com recursos obrigatórios, livres e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Caixa também oferece condições especiais para produtores com dificuldades no pagamento de parcelas do ano safra 2017/2018.

As taxas de juros do custeio agrícola e pecuário do ano safra 2018/2019 foram reduzidas em 1,5 p.p., passaram a 7,0% ao ano. Para agricultores enquadrados no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), as taxas de juros serão de 6,00% ao ano.

O novo Plano Safra trouxe taxas menores para custear a produção agropecuária dos produtores rurais. Dentre as medidas de apoio ao setor, cabe destaque a inclusão da piscicultura no custeio de integração, o que foi um pleito da Caixa. Esperamos que à exemplo da avicultura, que se desenvolveu bastante com o modelo de integração, a atividade de piscicultura comece a crescer no país”, destaca Fabio Lenza, vice-presidente de produtos e varejo da Caixa.

Os produtores com empreendimentos financiados até 31 de dezembro de 2016 em municípios abrangidos pela área de atuação da Sudene, região que apresentou sucessivas crises hídricas, também poderão ter suas operações de custeio prorrogadas em quatro anos, com a primeira parcela em 2019, para o custeio agrícola, e 2020, para o custeio pecuário. As operações de investimento podem ter cada parcela prorrogada por um ano.

Foto: divulgação | Fonte: Assessoria

Related Post