Afinal, o que é a Alta-Costura?

Por Maria Grazziotin | Jornalista de moda

Com sua origem na França, a alta-costura tem a função de preservar técnicas artesanais de corte e costura, ou seja, peças perfeitas, feitas sob medida, à mão e cheias de bordados. Quem diz o que é ou não é Alta-Costura é a Chambre Syndicale de la Haute Couture. O termo é legalmente protegido e controlado e só pode ser usado pelas casas que receberam essa designação pelo Ministro da Indústria na França. Por isso, se você está pensando que está fazendo Alta-Costura, muita calma nessa hora, pois, para isso, você precisa dessa certificação.

Há muitas regras para peças serem consideradas Alta-Costura. Primeiro, você precisa ter um atelier em Paris. Segundo, fazer as peças sob encomenda com ao menos uma prova de roupa e apresentar suas coleções publicamente duas vezes por ano, com ao menos 35 looks para dia e noite.

Alta-Costura é técnica e não preço. Claro que o valor fica agregado, pois são roupas extremamente trabalhadas que podem render até mil horas de trabalho. Recentemente, quem foi notícia no quesito Alta-Costura foi a influencer Camila Coelho. A brasileira trocou a primeira fila dos desfiles parisienses e apareceu desfilando para a Ralph & Russo vestida de noiva. O vestido era um tomara que caia era de seda e cetim duchese e teve mais de 100 mil cristais Swarovski incrustados e efeito 3D graças a aplicação de flores bordadas à mão. Quatro costureiras trabalharam no modelo, que levou mais de 200 horas para ser finalizado.

Separei algumas imagens para ilustrar a você, leitor d’O Fashionista, o real significado de Alta-Costura. Confira:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

Foto: Reprodução

 

 

Related Post